AMOK
a casa do amok
amok teatro
casa do amok
 

 
Agreste

Em 2002, o Amok Teatro recebeu pelo espetáculo O Carrasco, o prêmio Governo do Estado do Rio de Janeiro. Com este prêmio, o grupo comprou uma antiga casa na Rua das Palmeiras em Botafogo para abrigar a sua sede. A casa foi construída em 1879 e ficou abandonada durante mais de trinta anos, sofrendo um processo de deterioração. Em 2002, foi iniciada a obra de recuperação. A Casa do Amok abriu as suas portas em março de 2003. Localizada na área 1 da APAC de Botafogo, a sede do Amok Teatro fica num polo cultural da cidade, uma área de fácil acesso a qualquer bairro do Rio de Janeiro.

Para uma companhia de teatro, ter um espaço próprio significa a garantia da permanência, a continuidade do trabalho. O espaço é para o ator o que o instrumento é para o músico, ou a tela para o pintor: é o suporte sobre o qual pode aparecer a sua expressão. Ter uma sede significa experimentar, formar, pesquisar, com total independência artística.

A Casa do Amok abriga o trabalho diário de ensaios, treinamento e pesquisa do grupo, além de um programa de oficinas abertas para profissionais e estudantes das artes cênicas. Criar e manter uma atividade pedagógica em sua própria sede permite estreitar a relação entre formação e criação e manter uma dinâmica permanente de trocas de experiências, de técnicas e de ideias, abrir caminho para a transmissão de valores artísticos que não têm como único objetivo os resultados.

Além das atividades do grupo, a Casa do Amok é também um espaço de intercâmbio onde é possível experimentar, observar e conhecer diferentes abordagens pedagógicas e artísticas. Desde 2004, a sede funciona também como um espaço aberto de pesquisa prática e experimentação sobre a arte do ator, recebendo artistas, nacionais e internacionais, mantendo uma programação de oficinas, mostras de trabalho e encontros, além de apoiar e acolher jovens coletivos de teatro.

A Casa do Amok é um espaço que busca ligar a formação à prática criativa, entendendo que o campo de ação das artes cênicas não se limita a mostra de espetáculos, mas pode ser visto como um laboratório permanente onde se investiga os percursos e os sentidos da criação artística.

A casa foi construída em 1879 no bairro de Botafogo. Sua primeira reforma foi em torno de 1905, quando foi implantada a rede de esgoto. Desde então, ela não foi alterada, servindo de residência até os anos setenta, quando foi esvaziada. Durante mais ou menos trinta anos, a casa ficou abandonada e sofreu um processo de deterioração. Em 2002, inicia-se a obra de recuperação do imóvel e em 2003, a abertura da Casa do Amok.

 
Português English Francais