HISTÓRIAS DE FAMÍLIA
a

release
ficha técnica
fotos
vídeos
imprensa
trilogia da guerra
olhar crítico
catálogo

 
 
Agreste

Histórias de Família é a última parte da Trilogia da Guerra: um percurso artístico que inclui os espetáculos O Dragão e Kabul. Nesta última etapa, mergulhamos num dos conflitos mais sangrentos ocorridos na Europa, desde o fim da Segunda Guerra Mundial: a guerra que desmantelou a Iuguslávia nos anos noventa.

Historias de Familia, da dramaturga sérvia Biljana Srbljanovic, trata da guerra a partir do olhar da infância.

Nas ruínas da Iugoslávia, quatro personagens brincam de família, reproduzindo o comportamento delirante de adultos desorientados. Nessas brincadeiras, percebemos suas fraquezas e também os seus medos. Pouco a pouco revela-se a lógica da guerra, criada e mantida pelo poder político, que se manifesta em todos os níveis da sociedade. O jogo termina e logo tudo recomeça. A violência da brincadeira substitui a violência dos combates e nesse ritual, à imagem do clima político, a morte permanece assustadora, mesmo quando de mentira.

Para falar de uma sociedade saturada de ódio, onde a violência e a perversidade se tornaram reflexos de sobrevivência, Biljana Srbljanovic escolheu a derrisão e o absurdo. Com toda a crueldade de que são capazes, as crianças reproduzem o comportamento de adultos cruéis e irresponsáveis, desenhando uma “negra parodia familiar”.  A autora nos levou a ver a guerra através do lúdico e a ver o teatro como o lugar onde os adultos continuam a fazer aquilo que fazem as crianças: produzir jogo. Dialogamos com o texto de Biljana Brbljanovic levando em conta nossas visões, nossos questionamentos e nosso percurso na Trilogia da Guerra, onde confrontamos o teatro ao real. Essas “histórias de família” são, ao mesmo tempo, a imagem da situação da ex-Iugoslávia e a imagem de qualquer sociedade.

 

 
Português English Francais