NOVIDADES

Sem efeitos especiais e elaborado com elementos extremamente simples, peça empreende uma viagem pela história da humanidade em sínteses poderosas e incômodas, num discurso feroz no qual não aflora nenhuma compaixão pelo homem. Sua força é por demais eloqüente. Persiste na memória e impôe-se como obra de arte capaz de mexer com nossos temores mais secretos.

Stephane Brodt é um mestre ator, dono de técnica impressionante e de gigantesca presença de cena. O Carrasco é teatro ritual, que alimenta, que obriga a raciocinar. Não nos diz coisas que queremos ouvir, mas que precisamos urgentemente entender.


Estado de São Paulo

24 de julho de 2018
Voltar




<