NOVIDADES

Boa parte do encantamento de ‘Savina’ vem dos figurinos fantásticos de Stephane Brodt, da bonita e expressiva luz de Renato Machado, do cenário simples e rústico de Ana Teixeira, eficientíssimo. Mas o grande destaque mesmo é a música, composta e interpretada ao vivo, no acordeom ou no violão, por Mintcho Garramone. Uma música que sublinha emoções e cria climas sem parecer demais, pesada ou desnecessária.

Savina é daqueles espetáculos que não abandonam o espectador no momento em que deixa o teatro.


O Globo | Rio de Janeiro

24 de julho de 2018
Voltar




<